16ª Sessão – Uma nova viagem

Depois de voltarem de sua última missão os aventureiros regressaram a Suzail para um merecido descanso e para se concentrarem no aprendizado de novas técnicas.

Kaled se empenha ao máximo no aprendizado de novas habilidades mágicas e se matricula em uma escola arcana para aprender magias arcanas. Nos intervalos entre seus estudos arcanos e suas orações, como um clérigo dedicado de Mystra, ajuda o grupo no preparo de poções e pergaminhos de cura, pois o grupo temia entrar em uma nova missão e não estar completamente preparado.

Nihal passa seus dias em Suzail treinando arduamente suas técnicas e se dispõem a aperfeiçoar seu ofício como criadora de arcos e flechas.

Yvaine sentindo, saudade de casa, vai até seu lar e reencontra seu pai e lhe entrega uma quantia generosa de peças de ouro o que logo o deixa muito feliz. Ela passa os dias em sua casa, arrumando seu quarto e conversando com seu pai sobre a vida.

Leon passa dias ora na taverna ora tentando furtar algo das pessoas pelas ruas e até mesmo treinando suas habilidades de ladino.

Porém em um dos últimos dias do mês ele é pego roubando e é preso.

Griffith alivia sua pena na milícia fazendo com que ele trabalhe no estábulo da milícia cuidando dos cavalos para tentar aliviar sua pena.

Griffith e Gaspar entram para a milícia a fim de poderem ser úteis e ajudarem a manter a ordem e proteção da cidade, com isso eles recebem algumas moedas de ouro como salário de serviço temporário.

Kaeshi passa seus dias na taverna do Kraken vermelho fazendo amizade e contando os seus feitos das suas aventuras.

Noah passa seu tempo fazendo suas cantigas e tocando ao vivo no centro da cidade para um público que crescia com o passar do tempo e com isso recebia algumas moedas de ouro.

Em um de seus últimos shows o bardo percebe que a “amiga” Yvainne tentou-lhe roubar algumas moedas, o que desagradou bastante Noah. Yvainne tenta se explicar, mas não melhora a sua situação.

Certo dia batem as portas da casa de Yvainne e pedem para que ela e o grupo de aventureiros que ela pertencia se fizessem presentes na casa de uma aristocrata.

O grupo se reuniu e compareceu à casa do aristocrata que anuncia precisar dos serviços dos aventureiros.

O aristocrata informa os aventureiros sobre o desaparecimento de seu filho que voltava para Suzail. No qual a única testemunha do ocorrido fora um servo seu que fazia o serviço de escolta.

O servo relatou ao seu senhor que foram atacados por um monstro e que o filho do aristocrata fugiu para o deserto, mas não sabe informar mais detalhadamente o que realmente ocorreu.

O grupo acerta a recompensa e aceita a missão.

Kaled pede para falar com o servo que conseguiu escapar para poder ter informações mais detalhadas sobre o ocorrido.

O grupo é escoltado por um mordomo até a casa do servo que conseguiu fugir.

Antes de entrar na casa do servo Kaled faz uma conjuração e lança uma magia em si que o possibilita ler pensamentos.

Todos entram na casa do servo e Kaled se antecipa a interrogar o homem que começa a evitar responder o que ocorrera de fato com o filho de seu senhor. Kaled o interroga até que o homem não agüentando mais pede licença e vai ate a cozinha. Kaled relata ao grupo sobre os pensamentos do homem estavam confusos e de que ele estava escondendo algo.

Visto que o homem não retornava, Kaled vai ate a cozinha e começa a interrogar-lo e comprova o que o homem já temia afirmando que sim, que estava lendo a sua mente.

O homem nervoso e muito receoso começa a relatar de fato tudo o que ocorrera, isso depois que Kaled deu a sua palavra de que não o mataria.

Depois que o homem relata tudo, Kaled diz que dava outra chance a ele, pois havia dado a sua palavra, mas diz que ele não poderia mais ficar naquela cidade pois se soubessem o que ele fez com certeza não sobreviveria para rever sua família.

Kaled entrega uma certa quantia em peças de ouro ao homem.

Yvainne que estava escondida se mostra e tenta impedir Kaled de dar dinheiro ao homem apesar de apoiar a decisão do clérigo em não lhe fazer mal.

Aproveita até para fazer mais perguntas a homem e suspeita que Rhistel esteja por detrás disso tudo.

O grupo está inquieto na sala esperando o que ocorre no outro aposento e decidem ir até lá ao ouvirem a voz de Yvainne para entender o que ocorria e se deparam com o homem indo embora às pressas enquanto Kaled e Yvainne.

Depois de pedirem para que servo que os acompanhava esperasse por eles lá fora Kaled relata ao grupo sobre tudo o que havia descoberto.

Griffith se mostra revoltado com a atitude do clérigo que deveria ter consultado seus companheiros e, além disso, o homem deveria pagar por seus crimes.

Yvaine se interpõem e diz que Kaled deu a sua palavra, mas que Griffith não e mandou o paladino correr atrás do fugitivo para fazer justiça.

Griffith vai até a janela a procura do homem, mas não o encontra.

Todos começam a procurar e depois que Kaled tem certeza de que o homem não estava mais lá o grupo inicia outra discussão.

Kaled e Yvainne contra Leon e Griffith começam a defender seus pontos de vista, onde Kaled afirma ter seus princípios e de que acreditava na segunda chance e Yvaine o apoiava dizendo que de fato não adiantava de nada fazer alguma coisa com aquele homem pois tudo o que precisavam saber já sabiam. Enquanto que do outro lado Griffith afirmava que aquele homem era um infrator da lei, um traidor e que deveria ser preso e pagar por tudo o que fez.

O grupo se divide e Yvaine e Nihal vão atrás do servo que havia sumido.

O restante do grupo vai até a casa do aristocrata e decidem contar tudo o que ocorrera ao mesmo.

Yvaine consegue achar o servo que se escondia na lateral da casa, depois de conversarem ele, desconfiado, vai com o grupo até a casa do aristocrata.

Kaled mais uma vez se antecipa e relata tudo o que ocorrera realmente, com seu filho. O  aristocrata fica surpreso e revoltado com o que havia descoberto e também pela atitude do grupo de deixar o traidor fugir.

Depois de muita conversa de Leon e Kaled para acalmarem o aristocrata o restante do grupo vai até o homem traidor e promete tentar trazê-lo a presença do aristocrata que se torna indiferente com o grupo.

Leon se junta ao grupo na busca enquanto que Kaled vai até o templo de Mystra meditar refletir sobre os seus atos e os últimos acontecimentos.

Depois de algumas horas de busca, o grupo consegue encontrar o homem que havia se escondido nos arredores da cidade em cima de uma árvore.

Entre ameaças e promessas de que não fariam mal ao homem o grupo convence-o a descer da árvore.

Noah tenta conversar com o homem e com isso extrair mais informações, meio que em vão, pois tudo o que consegue Kaled já havia descoberto.

Então Kaeshi, vendo a situação do homem que estava muito temeroso de retornar a cidade, tenta pensar em algo para evitar que ao retorna, este sofra algo pior.

Eis que o grupo se detem para decidir o futuro do servo.

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: